Os guardiões do socorro e da segurança da primeira noite do novo ano

Por Redação CASCAIS24

01.01.2017


Autênticos guardiões de milhares de pessoas na primeira noite, que marcou o início do novo ano, zelando pelo seu socorro, assistência e segurança e para que tudo decorresse na maior ou na possível normalidade no concelho de Cascais, dezenas de bombeiros, policias e profissionais de saúde entraram em 2017 a trabalhar.

E a chegada do novo ano não foi muito tranquila para os homens e mulheres que, na Passagem do Ano, integraram as equipas em serviço nos quartéis dos cinco corpos de Bombeiros do concelho de Cascais.


Chamadas para socorro pré hospitalar, incêndios e agressões mobilizaram nesta primeira noite de 2017 os “Soldados da Paz” das corporações do Estoril, Carcavelos e São Domingos de Rana, Parede, Alcabideche e Cascais.


Equipa do Estoril


O corpo de Bombeiros do Estoril foi o primeiro do novo ano acudir a uma emergência. A primeira saída registou-se pelas 0h17 para a queda de uma jovem mulher, de 29 anos. Até às 8h00, a equipa em serviço neste novo ano foi, ainda, chamada para quatro outras situações de emergência pré-hospitalar e para um incêndio urbano.







Equipa de Carcavelos e S. Domingos de Rana
O segundo corpo de Bombeiros do concelho a registar a segunda chamada da noite foi a corporação de Carcavelos e São Domingos de Rana. Pelas 0h58 acudiu a uma queda, em Mato Cheirinhos e pela 1h25 a um incêndio na Pedreira de Talaíde, onde alguém, pela segunda vez em poucas horas, lançou fogo a enormes pilhas de madeira.


O corpo de Bombeiros de Cascais foi o terceiro a sair para a rua na primeira noite do novo ano. Pela 1h04, a equipa de serviço acudiu a um trauma, em Cascais e até às 8h00 a dois outros casos de doença súbita.


Bombeiros de Parede, prontos para qualquer emergência


Os Bombeiros Voluntários de Parede foi o quarto corpo de Bombeiros acionado nesta primeira noite de 2017. Registou pela 1h19 uma assistência em saúde, no Murtal, e até às 8h00 a equipa em serviço acudiu a 7 outros casos de doença súbita.







Equipa de Alcabideche
Finalmente, o corpo de Bombeiros de Alcabideche que registou a primeira saída de uma equipa pelas 0h23 para prevenção a atividades de lazer, teve que deslocar, pelas 4h44, duas ambulâncias de socorro para uma situação de agressões, em Manique de Baixo.


Longe do tradicional ambiente festivo com família e amigos e, à semelhança do Natal, as equipas em serviço, incluindo os centralistas, nos quartéis dos cinco corpos de Bombeiros do concelho voltaram a demonstrar com aquele espírito de sacrifício que lhe são peculiares, o amor à causa e ao próximo na prontidão a qualquer emergência.


Também os vários profissionais de saúde, em serviço no hospital de Cascais entraram no novo ano longe da família e dos amigos, à semelhança das dezenas de agentes e graduados da PSP, garantes da segurança e proteção das populações, que estiveram de serviço nas 7 esquadras da Divisão Policial de Cascais e, ainda, nas Equipas de Intervenção Rápida, bem como os efetivos da GNR de Alcabideche e do Destacamento de Trânsito de Carcavelos e, ainda, da Polícia Marítima e Municipal.







Sem comentários