"Contabilista" de traficante surfista guardava 17 mil euros em casa

Por Cascais24
Os 60 quilos confiscados ao casal na ponte 25 de Abril

07.06.2016


Uma mulher, que funcionaria como "contabilista" do alegado traficante surfista, preso em maio último com 37 quilos de haxixe, foi detida esta segunda-feira na casa que habitava, no bairro do Fim do Mundo, na Galiza, em São João do Estoril, no decurso de uma busca dos agentes da brigada antidroga da Esquadra de Investigação Criminal de Cascais, que lhe confiscaram cerca de 17 mil euros em dinheiro e diversa documentação bancária.

Segundo Cascais24 apurou, os agentes antidroga realizaram duas outras buscas, judicialmente autorizadas, uma em Alcabideche e outra em Lisboa, durante as quais confiscaram mais três quilos de haxixe e detiveram três outras pessoas.

Esta ofensiva antidroga foi o culminar da investigação, coordenada pelo Ministério Público de Cascais, relacionada com a rede de tráfico alegadamente liderada pelo homem, de 31 anos, detido em maio, conforme então Cascais24 noticiou.

Ao todo, nas suas três fases, a investigação a esta rede levou à apreensão de 100 quilos de haxixe, 33 mil euros em dinheiro, além de quatro viaturas topo de gama e, ainda, à detenção de, pelo menos, 7 pessoas. 
Em maio último os agentes apanharam mais 37 quilos

A primeira grande ofensiva contra esta rede foi lançada há alguns meses, quando os agentes da Esquadra de Investigação Criminal da PSP de Cascais intercetaram na ponte 25 de Abril um veículo com um casal, que transportava 60 quilos de haxixe.

No mês passado, a segunda fase da investigação levou à detenção do alegado líder da rede, ao qual foram confiscados mais 37 quilos de haxixe, no equivalente a 74.024 doses, com um valor de mercado de 100 mil euros e, ainda, 16 mil euros em dinheiro, quatro veículos de alta cilindrada e 7 telemóveis.
Os veículos apreendidos em maio ao alegado líder da rede


O suspeito, que estava sob investigação há alguns meses, vivia no concelho de Cascais, estaria desempregado, dedicava-se habitualmente à prática de Surf e ostentava sinais exteriores de riqueza, o que suscitou a atenção das autoridades. 

O tráfico era feito na região metropolitana de Lisboa, sobretudo no concelho de Cascais que, com esta investigação levada a cabo com sucesso pela brigada antidroga da Esquadra de Investigação Criminal, sofreu um rude golpe.
Ao todo, os agentes da Esquadra de Investigação Criminal de Cascais retiraram das ruas 100 quilos de drogas e confiscaram 33 mil euros em dinheiro


Publicar um comentário

0 Comentários