OPINIÃO de quem sabe

Suspeito de violência doméstica detido pela GNR de Alcabideche em casa com pulseira eletrónica

Por CASCAIS24
Armas brancas e de fogo confiscadas ao suspeito pelos militares da GNR de Alcabideche (Foto GNR)

12.03.2017
Um homem, de 59 anos, detido pelo Subdestacamento da GNR de Alcabideche por suspeita de violência doméstica e ao qual foram confiscadas diversas armas brancas e de fogo, encontra-se em prisão domiciliária, com pulseira elétrónica e proibido de contatar a ex-mulher e a filha.
   
Ao que parece, na sequência do divórcio a mulher saiu de casa e o homem ficou a co-habitar com a filha.

Na passada quinta-feira, o homem terá discutido e ameaçado a própria filha, que acabou por abandonar o lar, juntando-se à mãe.

Para obstar qualquer comportamento mais violento, a GNR decidiu intervir na sequência de um processo de violência doméstica que estava em investigação.

Durante uma busca domiciliária, judicialmente autorizada, na área de Carcavelos, os militares do Subdestacamento Territorial da GNR de Alcabideche acabaram por confiscar três armas de fogo, entre as quais uma carabina, uma caixa de cartuchos de calibre 12, um sabre, um punhal e seis navalhas.

Submetido a primeiro interrogatório judicial no Tribunal de Cascais, o homem viu o juiz de Instrução Criminal determinar a prisão preventiva domiciliária, com recurso a pulseira eletrónica.

O magistrado determinou, ainda, que o arguido fica proibido de qualquer contato com a ex-mulher e a filha.

Comentários

Defesa animal

Defesa animal

MAIS PROCURADAS