ACUSADO DE VIOLÊNCIA DOMÉSTICA COM PENA SUSPENSA

Por Cascais24

17.03.2016
O Tribunal Judicial de Cascais condenou a dois anos e 10 meses de prisão, com pena suspensa pelo mesmo período, por violência doméstica, o pai que mantém a custódia das duas filhas, retiradas à mãe, Ana Vilma Maximiano, em Dezembro último.

A sentença foi proferida esta quinta-feira, à tarde, e a pena agravada, segundo o tribunal, por uma das agressões ter ocorrido na presença das filhas do casal, quando este viajava de carro.

Durante dois anos, o arguido fica proibido de aproximar-se da ex-companheira, mantendo o sistema de alerta eletrónico.
 
O arguido, de 34 anos, começou a ser julgado em janeiro, tendo refutado todas as acusações, que passaram por quatro casos de violência em que a vítima, Ana Vilma Maximiano, teve que receber tratamento hospitalar.
 
Nas alegações finais, há cerca de três semanas, o Ministério Público tinha pedido a condenação do arguido, enquanto a defesa considerara a queixosa uma "mentirosa compulsiva".
 
Entretanto, a defesa manifestou intenção de recorrer da sentença para o Tribunal da Relação de Lisboa.

Publicar um comentário

0 Comentários