Perseguição a "ratos" de automóveis que atuavam no Guincho acaba em despiste com três feridos no Restelo

Por Redação CASCAIS24

13.12.2016
Uma dupla de "ratos" de automóveis que, esta terça-feira, terá protagonizado alguns furtos no interior de veículos, na área do Guincho, em Cascais, acabou por despistar-se com o carro onde seguia, no Restelo, em Lisboa, no final de uma movimentada e rocambolesca perseguição encetada a partir da Marginal por uma patrulha móvel da 54.ª Esquadra da PSP de Carcavelos.

Os dois ocupantes do carro, um Opel Corsa, furtado e ostentando matricula falsa, ficaram gravemente feridos, havendo, ainda, a registar ferimentos leves na condutora de um outro veículo com o qual colidiram perto do Hospital de São Francisco Xavier- uma médica, na casa dos 60 anos.

Os suspeitos, de 49 e 50 anos, viajavam no Opel Corsa que, durante a tarde, terá sido detetado no Guincho, onde ter-se-ão registado alguns furtos no interior de veículos estacionados.

Alertada, a PSP de Cascais convergiu para a área, mas não detetou o veículo suspeito.

Este viria a ser avistado cerca de uma hora depois, no sítio da Pastorinha, na Marginal, por uma patrulha móvel da Esquadra da PSP de Carcavelos, que lhe moveu perseguição.

Suspeita-se que, momentos antes, a dupla tenha praticado um roubo, pelo método de esticão, na área de Parede, fugindo de seguida para a avenida Marginal.

Durante alguns quilómetros, com o carro-patrulha da PSP de Carcavelos, da Divisão Policial de Cascais, sempre no seu encalço, o condutor do "Opel Corsa" em fuga protagonizou uma condução altamente perigosa, colocando em risco a segurança rodoviária.

A possibilidade de alguns veículos em circulação terem sido "tocados" pelo carro dos suspeitos em fuga não está excluída, mas a polícia não confirma nem desmente, dado a ausência de queixa por parte de alegados lesados.

Certo é que o próprio carro-patrulha da PSP chegou a ser abalroado, mas sem consequências e que o "Opel Corsa" da dupla de fugitivos acabou por despistar-se, abalroando também uma carrinha, que estava parada no semáforo, conduzida por uma médica.

Os dois suspeitos encontravam-se, ao final da noite, internados sob detenção no hospital de São Francisco Xavier.

Segundo CASCAIS24 apurou, no "Opel Corsa" a PSP encontrou objetos alegadamente provenientes da atividade ilícita dos suspeitos, que serão oriundos da Margem Sul e terão antecedentes criminais.

Segunda grande perseguição em três meses

Esta foi a segunda grande perseguição movida nos últimos três meses por efetivos da Divisão Policial de Cascais a "ratos" de automóveis, que operavam na área do Guincho.
Em setembro último, uma perseguição acabou com o potente veículo em fuga, um "Ford Mustang", vermelho, com três ocupantes, a despistar-se no acesso da A5 ao A16, em Alcabideche.

O veículo embateu em três outros, na sequência de perseguição movida por patrulhas móveis da Divisão Policial da PSP de Cascais.

O "Mustang" perseguido em setembro
Só um dos ocupantes do "Mustang", um jovem de 29 anos, ficou ferido, com traumatismo craniano e teve que ser evacuado para a urgência do hospital de Cascais. 

Os dois cúmplices, sem hipótese de fuga, foram detidos de pronto pelos agentes da PSP e conduzidos para o departamento policial em Cascais.

Tudo começou na área do Guincho quando alguém ligou para a PSP a informar de que ocupantes de um "Ford Mustang", vermelho, andavam a praticar furtos no interior de veículos estacionados.

Surpreendidos pelas patrulhas móveis da PSP, os suspeitos iniciaram, então, a fuga a alta velocidade no "Ford Mustang" e entraram na A5 (Auto Estrada de Cascais).

Já em Alcabideche, e sempre com a PSP no seu encalço, dirigiram-se para a A16, acabando por despistar-se.

Noticias relacionadas 

*Ladrões de luxo alugaram "Mustang" a 300 euros por dia com caução de 3 mil euros para fazer furtos em carro no Guincho 

*Perseguição a "Mustang" acaba em despiste e colisão com um suspeito ferido 












Sem comentários