OPINIÃO de quem sabe

Gang argentino que assalta joalharias em shoppings em Portugal pode estar sediado em Espanha

Por Valdemar Pinheiro

08.03.2017


Os ataques “relâmpago” à Torres Joalheiros, no CascaisShopping, em agosto do ano passado, e à Boutique dos Relógios, no Amoreiras, em fevereiro último, terão sido protagonizados por assaltantes de um gangue argentino, que as autoridades suspeitam estar sediado em Espanha, soube Cascais24.

As autoridades suspeitam que este grupo faz os assaltos em Portugal e depois foge para o país vizinho, embora no nosso País possam contar com “pequenos núcleos, que vigiam e controlam os locais a assaltar, repassando as informações para os golpes”.

Em ambos os assaltos, os suspeitos atuaram armados e com marretas, logrando roubar muitos milhares de euros em relógios e jóias, fugindo em potentes motociclos.

No caso do assalto à Torres Joalheiros, no CascaiShopping, em Alcabideche, em finais de agosto do ano passado, os assaltantes atacaram ao final da noite, praticamente à hora de encerramento do centro comercial, e no assalto à Boutique dos Relógios, no Amoreiras, ao princípio da manhã, pouco depois da abertura.

A polícia admite tratar-se de "profissionais, com bastante experiência e com idades entre os 30 e os 60 anos”.

“Existem fortes suspeitas de que este grupo, maioritariamente constituído por argentinos, pode integrar também indivíduos originários de outros países da América do Sul e até de países do Leste Europeu, que contam com grande mobilidade e apoio logístico”, concluiu a mesma fonte.

Neste momento, a polícia portuguesa não exclui a “forte possibilidade” de tratar-se de um grupo itinerante e sediado no país vizinho, onde, entretanto, foram praticados assaltos semelhantes, nomeadamente nas regiões de Barcelona e Madrid.

Comentários

Defesa animal

Defesa animal

MAIS PROCURADAS